sexta-feira, 1 de abril de 2016

Resenha: A Cidade Sinistra dos Corvos

Leitura Atual






Livro: A Cidade Sinistra dos Corvos
Autor: Lemony Snicket
Ano: 2003
Editora: Cia. das Letras

Edição: 1ª (2003)
Páginas: 232 (13 cap.)
Gênero: Aventura







Desolados, os irmãos Baudelaire estão a caminho da sua mais nova tutora, a cidade de C. S. C. Pois agora Violet, Klaus e Sunny estão sob os cuidados de toda a população desse vilarejo assustador e cheio de corvos. Ao escolher seu novo lar eles imaginam que enfim poderão descobrir mais sobre o terrível mistério de C. S. C., que os assola a todo momento.

A vida desses três jovens desafortunados piora a cada dia, poi agora, além de ter que trabalhar para todo mundo e se submeter às rígidas regras de um Conselho de Anciãos, vão ter que investigar uma série de pistas para enfim conseguir resgatar os seus queridos amigos, os Quagmire, e desmascarar o pérfido conde Olaf. E para isso eles vão ter que usar as suas habilidades, Violet e suas invenções, Klaus e os seus livros e Sunny e os seus dentes.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A cada livro dessa série, que eu adoro declaradamente, Lemony Snicket consegue inovar e surpreender ainda mais o leitor. Mesmo com a maioria dos personagens já sendo conhecidos do leitor, o autor consegue criar uma trama de tirar o fôlego a cada volume. E neste neste não foi nada diferente.

Assim como fez Rick Riordan eu acho que o Sr. Snicket conseguiu inventar uma fórmula para escrever suas estórias, principalmente no modo como os fatos transcorrem. As crianças descobrem quem é o seu tutor, vão morar com ele, Olaf aparece e põem em prática o seu plano, os órfãos sofrem muito, eles usam as suas habilidades, desmascaram o vilão e no final ele foge. A partir disso o autor vai colocando as coisas novas e diferentes na trama. Mas mesmo assim eu gosto muito.


Esse sem dúvida é um dos melhores livros da série, pois nele os Baudelaire tem que se tornar verdadeiros Sherlocks para desvendar as pistas que vão surgindo e desvendar o mistério da estória. Sem falar na aventura, que permeia a narrativa do início ao fim. Teve uma coisa que eu achei muito parecido com o que acontece em "O Mágico de Oz", os personagens tentam fugir em um balão mas a tentativa não dá certo. Eu sei que isso é spoiler, mas com é que eu ia explicar sem revelar essa parte da estória.

A personagem que, na minha opinião, teve mais destaque foi Violet Baudelaire, essa garota super inteligente faz o impossível virar possível com as suas invenções magníficas. Só achei que o Klaus e a Sunny deveriam ter aparecido mais, eu gosto muito deles. O único ponto negativo do livro é que o autor arma o maior suspense em torno de algum segredo ou fato da estória e no final prorroga para os próximos livros, dando a impressão que tudo só vai ser revelado n'O Fim (Entenderam o trocadilho? O volume final da série se chama "O Fim" :)). De certa forma isso prende cada vez mais o leitor à série, deixando-o ansioso pelos próximos livros. Mas muitas vezes isso pode cansar e frustrar o leitor.


Mas de resto a obra é muito boa. Muito bem escrita e traduzida, com ilustrações maravilhosas que fazem lembrar muito o livro "As Crônicas de Nárnia" e muitas interações entre autor e leitor. Aventura, ação, emoção, suspense, mistério e superação são o que mais tem na obra. Então, boa leitura à todos e até a próxima.

Nível de Recomendação: 8;
Capa: 6;
Trama: 8,5;
Enredo: 8;
Desfecho: 9.

4 comentários:

  1. Oi, Jean. Legal você estar lendo e redigindo, por sinal, muito bem, comentários sobre suas leituras. Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Profª.
      Muito obrigado! Estou lisonjeado por receber um elogio seu.
      Volte sempre.
      Atenciosamente, Jean.

      Excluir
  2. Oi Jean!
    Não conhecia esse livro, mas a mistura de mistério e fantasia me chamou a atenção.
    Quero ler O Mágico de Oz há algum tempo e não me perdoo por ainda não ter lido! Parece que esses dois livros tem coisas em comum, achei interessante.
    Abraços e parabéns pela resenha :)

    ResponderExcluir
  3. Olá Francine.
    Essa série é muito boa mesmo. Os mistérios são algo muito presente nesse livro, com certeza você vai gostar.
    O Mágico de Oz foi um dos melhores livros da minha infância, e até hoje lembro dele com muita nostalgia. Muito obrigado.
    Abraços, Jean.

    ResponderExcluir