segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Resenha: A Casa de Hades








Livro: A Casa de Hades
Autor: Rick Riordan
Ano: 2013
Editora: Intrínseca

Edição: 1ª
Páginas: 496 (78 cap.)
Gênero: Fantasia







Após vencer os desafios em Roma, os semideuses, a bordo do Argo II, precisam seguir para Épiro, na Grécia, onde deverão encontrar e fechar as Portas da Morte. Que estão sob o controle da terrível deusa Gaia. No caminho, eles encontrarão muitos obstáculos, alguns realmente impossível, mas sua coragem e força vai ajudá-los nessa árdua jornada.

Contudo, a equipe de heróis está desfalcada, pois, na última missão, seus melhores semideuses, Percy e Annabeth, caíram no Tártaro, este que é o lar dos mais terríveis seres mitológicos e a região mais profunda e sombria do mundo. É nesse lugar que os dois enfrentarão a mais cruel de todas as aventuras, com um único objetivo que os mantém de pé: sobreviver e escapar desse lugar infernal.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Para não começar mais uma vez dizendo que gostei do livro, vou dizer que gostei imensa e estupendamente dele. Rick Riordan é um dos  meus autores preferidos, acompanho suas séries há muito tempo. E por falar nisso, saudades de "Percy Jackson e os Olimpianos".

Em seu quarto livro da série "Os Heróis do Olimpo", Riordan constrói mais uma vez uma trama envolvente e rica em ação, aventura, emoção e suspense. O modo como tudo transcorre é tão harmonioso e cativante que nos deixa extasiados. Na minha opinião o livro é dividido em partes, que são a sequência de vários capítulos sob o ponto de vista de um personagem. Essas partes são bem parecidas no modo como tudo acontece, elas começam em ponto já avançado da ação, o autor volta um pouco nos acontecimentos, em seguida tudo transcorre normalmente até o clímax da ação e no fim sempre acaba com suspense. Onde o leitor fica ansioso para ler os próximos capítulos, deixando a estória fluente e rápida.



Um ponto negativo dessa forma de escrever é que às vezes os capítulos de um personagem acabam e só voltam muito tempo depois. Como eu já falei a estória é contada por vários personagens, neste caso são sete, Percy, Annabeth, Hazel, Frank, Leo, Piper e Jason.

Nesta obra um dos principais focos da estória foi a evolução dos personagens, tanto psicológica quanto fisicamente, onde os semideuses se tornam ainda mais fortes e poderosos. Jason Grace deveria ganhar o título de "Personagem água morna"do livro, ele tem tudo para ser um herói sensacional, mas acaba sendo deixado de lado pois não atitudes de um verdadeiro filho de Zeus. Frank, Hazel e Piper deixam de ser aqueles personagens de segundo plano e se tornam cada vez mais legais e importantes na estória. Leo Valdez mais uma vez esbanja humor, poder, esperteza e ousadia. Só achei que ele apareceu pouco nesta obra.

Os capítulos mais cativantes são os do Percy e da Annabeth, cheios de fantasia e aventura, e de certe forma bem nostálgicos, pois mesmo se tornando jovens semideuses ainda nos fazem lembrar daquelas crianças em busca do Ladrão de Raios e viajando pelo Mar de Monstros. A descrição do Tártaro feito pelo autor muito boa. Tudo é bem caracterizado e fundamentado. Riordan nos apresenta os mitos mais fantásticos e antigos de toda a mitologia grega. Nos levando às vezes até lugares e nos fazendo conhecer seres, acredito eu, que nunca ou minimamente já foram retratados em livros antes.

Um personagem que eu gostava muito e que me decepcionou neste livro foi Nico di Angelo. Não pelo fato do segredo dele que os leitores ficam sabendo, mas porque ele tenta fugir de si mesmo, é rude com todo mundo e não é amigo de ninguém. Um fato que eu achei muito importante na história foi o confronto do Percy com seus antigos vilões. Onde ele passa a conhecer os dois lados da moeda e ver e refletir se oque ele foi realmente correto.



O final é sensacional, tudo culmina em acontecimentos épicos. Todos e tudo são postos à prova em uma batalha muito legal. Os mistérios criados pelo autor durante a estória são resolvido no final. Além disso há muito suspense e apreensão criados nesta obra em relação ao próximo e último livro da série, chamado "O Sangue do Olimpo". Dá um aperto no coração saber que estou tão perto do fim das aventuras do Percy e seus amigos. Mas, ao mesmo tempo, estou super ansioso para saber o desfecho de tudo e torcendo para um final feliz para todos. Ainda bem que Rick Riordan é um escritor incansável, publica uma obra seguida da outro e não para nunca.

Recomendo este livro à todos, jovens, adultos, crianças e velhos. Quem gosta de aventura, ação, emoção, História e mitologia grega vai se apaixonar pela obra.


Nível de Recomendação: 10;
Capa: 9,9;
Trama: 9;
Enredo: 9;
Desfecho: 10. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário