segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Resenha: 1984

Leitura Atual






Livro:
 1984
Autor: George Orwell
Ano: 1948
Editora: Companhia Editora Nacional

Edição: 29ª (2005)
Páginas: 301 (23 cap.)
Gênero: Distopia






É o ano de 1984, ou pelo menos assim pensa Winston Smith, um simples habitante da vasta Oceania. O mundo está dividido em três superestados, Eurásia, Lestásia e Oceania, que, em meio à alianças instáveis, vivem em guerra constante. Sempre co o objetivo de assegurar o poder do grupo dominante, ao invés de lutarem por uma ou outra causa. Winston tem uma vida péssima e totalmente controlada, onde a fome, a solidão e a opressão são algo comum à vida de todos.

Além disso, ele é constantemente observado e monitorado  pelas teletelas do Partido. Motivado por isso e pela força de um amor, ele vai travar uma guerra, tanto física quanto psicológica, contra as forças opressoras daquela sociedade. Dessa maneira, tentando impedir o controle injusto de tudo pelo Grande Irmão e buscando alcançar uma vida melhor.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sinceramente, gostei muito da obra. Considero a melhor do autor. Este que descreve de forma tão detalhada e eficiente uma genuína distopia, que vai te envolvendo e cativando aos poucos. e quando você vê está tão familiarizado com os personagens e as situações. Além disso, ele aborda fatos e problemas tão conhecidos que deixam a estória ainda melhor.

Durante o desenrolar da trama o autor insere muitas discussões sociológicas e filosóficas que realmente fazem a gente parar e refletir melhor sobre o mundo em que vivemos. A aborda aborda nitidamente as opiniões e ideias do Orwell, mostrando a sua visão da sociedade e seus problemas. Como em sua outra, "A Revolução dos Bichos", ele faz uma crítica aos acontecimentos em pauta na época de publicação do livro, neste caso: o socialismo.


Teve uma parte da estória que eu achei muito chata, mais ou menos na metade, quando temos páginas e mais páginas de reflexões e filosofias acerca da sociedade real e a ficcional da obra. Além disso, é escrita em uma perspectiva tão pessimista, você fica tão triste e desanimado ao ver o personagem, que eu gostava tanto e torcia por ele, sofrer muito e ter suas esperanças esmagadas.

Mas é só isso, no resto a obra é muito boa. Às vezes eu ficava tão curioso para saber o que ia acontecer que não conseguia parar de ler. O toque de romance colocado na estória foi muito legal, mostrando que em meio à tanta opressão e tristeza, sempre existe uma esperança pela qual lutar. As reviravoltas e surpresas presentes no enredo deixam tudo ainda mais emocionante.

Ao ler a obra fiquei feliz e satisfeito com duas coisas. A primeira, o autor cita e faz referência ao Brasil e aos brasileiros, o que mostra que não somos assim tão apagados no cenário internacional. E a segunda, é a semelhança com duas séries distópicas que eu sou muito fã, o autor acrescenta um tordo na estória, que inspira e ajuda os rebeldes (onde será que eu já ouvi isso?). E além disso, existe um teste feito pelos jovens aos 16 anos para saber  em qual nível da hierarquia social eles se encaixam ( também já ouvi isso, e muito).

Por fim, posso dizer que a obra é super recomendável, principalmente para quem gosta de distopias, política, filosofia e Orwell.

"Quando se ama alguém, ama-se, e quando não se tem mais nada para lhe dar, ainda se lhe dá amor" (pg. 159)

"Se podes sentir que vale a pena continuar sendo humano, mesmo que isto não dê o menor resultado, terás vencido os torturadores." (pg. 161)

Nível de Recomendação: 8;
Capa: 5;
Trama: 7;
Enredo: 7,5;
Desfecho: 4,5.

2 comentários:

  1. Olá Jean!
    Gostei bastante da sua resenha, 1984 ê meu precioso! rs
    Tem uma parte de livro que filosofa bastante mesmo.
    Abs

    ResponderExcluir
  2. Olá Francine. Tudo bem?
    Que bom que você gostou da resenha. 1984 entrou para minha lista de livros preferidos.
    É, aquela parte filosofa muito, mas são reflexões bem legais.
    Abs, Jean.

    ResponderExcluir